Durante a campanha Outubro Rosa, que no mês de outubro chama a atenção para o combate ao câncer de mama, o Hospital Daher participará do Mutirão de Reconstrução Mamária promovido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). O objetivo do mutirão, que acontece de 23 a 27 de outubro, será realizar cirurgias de reconstrução mamária em pessoas que estão na fila de espera para conseguir o atendimento na rede pública. Além do Hospital Daher, a SBCP sob direção da Dra. Marcela Camarota realizará essa ação em parceria com o Governo de Brasília, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde.

 

A equipe do Centro de Estudo do Hospital Daher, sob a chefia do cirurgião plástico, Dr. José Carlos Daher, será responsável por cerca de cinco procedimentos. Segundo ele, as autoridades que regulam o atendimento à Saúde, tanto na rede pública, quanto na rede privada, deveriam lutar para priorizar o atendimento a estas pacientes com câncer de mama. “Os Sistemas de Saúde teriam grande economia evitando as complicações deste mal, sabidamente curável na detecção precoce e, sobretudo, evitando a dor e o sofrimento dos indivíduos, quando protela o atendimento, sendo que a rapidez deste pode significar uma vida”, afirma.

Dr. José Carlos Daher - Mutirão de Reconstrução Mamária da SBCPO Dr. Daher, que também é fundador do Hospital Daher, trouxe importantes contribuições para as cirurgias de reconstrução ao longo da sua vida profissional. Ele foi um dos pioneiros no país ao introduzir, em Brasília, as novas técnicas desse tipo de procedimento publicadas ou referidas no mundo. No início da década de 70, o Dr. Daher realizou em Brasília a primeira reconstrução com skin sparing e a técnica foi descrita e apresentada por ele mundo afora. No final desta década de 70 praticou a primeira reconstrução com latíssimus dorsi descrita pelo americano Bostwick. Cerca de três anos depois, no início dos anos 80, praticou a primeira reconstrução mamária usando os tecidos abdominais (TRAM). Mas um dos seus maiores feitos aconteceu em 1992, quando publicou a técnica original para correção das quadrantectomias, o “Plug Flaps” ou retalho em ilha da mama.

Todas essas conquistas são reflexos de anos de estudos e atualizações em eventos nacionais e internacionais. Em toda a sua carreira, publicou 17 trabalhos científicos sobre o tema. Entre as 618 participações em congressos, palestras e conferências publicadas, 369 estão relacionadas às cirurgias da mama e 270 delas tratam das reconstruções mamárias.

Prevenção

Muitas mulheres que realizam reconstruções mamárias são vítimas de câncer de mama ou algum tipo de mutilação na região. Mas para chegar a esse estágio, onde uma mutilação mais agressiva é a única saída, o câncer precisa estar em estágio muito avançado. “Um tumor de mama gasta aproximadamente 6 anos para atingir a dimensão de 1 cm. E, com os modernos aparelhos de imagem, podemos detectá-lo nas dimensões de milímetros”, disse o cirurgião plástico, Dr. José Carlos Daher ao destacar a importância da prevenção.

Quando descoberto precocemente, o tumor pode ser tratado através da retirada localizada. É exatamente aí a grande indicação dos Plugs Flaps. A reconstrução mamária se torna mais fácil, menos agressiva e o que é mais importante: com grande perspectiva de cura da doença. “Os exames preventivos do câncer de mama são indispensáveis, em nome da vida e da qualidade de vida de cada um. Isso depende exclusivamente da iniciativa do paciente”, afirmou o Dr. Daher.

Serviço:
Mutirão de Reconstrução Mamária
Data: De 23 a 27 de outubro de 2017
Local: Hospital Daher – SHIS – QI 07 – Conj. F – Lago Sul Brasília – Distrito Federal
Contato: (61) 3213-4859/4849/4968 ou WhatsApp: (61)  99804-7756.

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)

Site do Dr. José Carlos Daher 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *