Se seus pais se alimentaram muito mal antes de você nascer, o problema é seu.

Para o seu próprio bem, certifique-se de que seus pais têm bons hábitos alimentares ou você pode ganhar uma herança não muito bem-vinda. O ditado “você é o que você come” acaba se ser atualizado a uma potência mais alta: você é o que você come e o que os seus pais comem. Ou melhor, o que eles comeram ao longo da vida até você nascer.

Cientistas do Instituto de Genética Experimental de Munique, na Alemanha, descobriram que obesidade e diabetes provocadas por dietas com excesso de açúcares e gorduras podem ser transmitidas de uma geração para a outra. Os pesquisadores usaram ratos obesos que tinham desenvolvido diabetes tipo 2 e fizeram fertilizações in vitro para que as alterações na prole só dependessem dos óvulos e dos espermatozóides.

Esses embriões foram implantados em ratazanas saudáveis. Sendo assim, foi possível descartar fatores como comportamento dos pais e interferências da boa saúde das mães substitutas durante a gravidez e a amamentação. Com os genes bem isolados, os cientistas perceberam que tanto o gameta feminino quanto o masculino transmitiram a propensão a essas doenças. As ratas da ninhada foram mais atingidas pela herança associada à obesidade. Os ratos, em contrapartida, tiveram seus níveis de glicose sanguínea mais influenciados que suas irmãs.

Cientistas do Instituto de Genética Experimental de Munique, na Alemanha, descobriram que obesidade e diabetes provocadas por dietas com excesso de açúcares e gorduras podem ser transmitidas de uma geração para a outra. Os pesquisadores usaram ratos obesos que tinham desenvolvido diabetes tipo 2 e fizeram fertilizações in vitro para que as alterações na prole só dependessem dos óvulos e dos espermatozóides.

Esses embriões foram implantados em ratazanas saudáveis. Sendo assim, foi possível descartar fatores como comportamento dos pais e interferências da boa saúde das mães substitutas durante a gravidez e a amamentação. Com os genes bem isolados, os cientistas perceberam que tanto o gameta feminino quanto o masculino transmitiram a propensão a essas doenças. As ratas da ninhada foram mais atingidas pela herança associada à obesidade. Os ratos, em contrapartida, tiveram seus níveis de glicose sanguínea mais influenciados que suas irmãs.

Fonte: Super interessante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *